Nota sobre todas as vertentes políticas existentes no País

Circula pelos corredores da Faculdade de Direito do Largo São Francisco ( USP ) o jornalzinho O Onze de Agosto discute Reforma Política, editado pelo Centro Acadêmico XI de Agosto. Entre os textos de vários nomes célebres do mundo político e jurídico discutindo aspectos da reforma política, está o de Guilherme Afif Domingos, Secretário do Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo e presidente do Programa Estadual de Desburocratização. Afif é filiado do DEM, antigo PFL, pelo qual concorreu a Senador de SP nas eleições passadas.
Seu texto é titulado Voto Distrital Puro: Poder Representativo Mais Próximo do Povo, e discursa sobre o que promete. Mais interessante e sintomático, entretanto do que o discorrer do texto é como ele começa:
“Este é um momento importante no cenário político brasileiro porque
antecede às eleições de 2010, quando assistiremos ao fim de um ciclo muito importante
para a democracia brasileira, uma vez que todas as vertentes políticas existentes
no País já ocuparam o Palácio do Planalto.” (negritos meus)
Então é isso: já vimos todas as vertentes políticas brasileiras existentes no Governo. O PT de Lula à esquerda, o PSDB de FHC à direita, o PMDB de Sarney e Itamar no centrão, com Collor, ex-PRTB e atual PTB. Essas são, segundo Afif, todas as vertentes políticas do País. E o resto??? Ora, o resto é resto…
Todas as possibilidades esgotadas em 20 anos e  5 presidentes, 3 deles eleitos diretamente…
Deve ser por isso que, muitas vezes, eu me sinto um estrangeiro…

Post de 30/08/2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário