Saussure e o Acordo Ortográfico.

O que tem de gente apavorada com as máculas que o novo Acordo Ortográfico vai trazer à língua portuguesa…

Toda esse barulho sobre o tema me fez voltar a um texto do pioneiro dos lingüistas -  aqueles que estudam a língua em sua estrutura, cientificamente; não os que “criam” ou normatizam regras linguísticas ou ortográficas: estes são os gramáticos.
saussure1 Vale a pena ler a íntegra do cap. VI da Introdução do Curso de Lingüística Geral, de Ferdinand de Saussure ( págs. 33 a 41).  Aqui vai alguns trechos esclarecedores:
“Língua e escrita são dois sistemas distintos de signos; a única razão de ser do segundo é representar o primeiro; o objeto lingüístico não se define pela combinação da palavra escrita e da palavra falada; esta última, por si só, constitui tal objeto.”
” A língua tem, pois, uma tradição oral independente da escrita e bem diversamente fixa; todavia, o prestígio da forma escrita nos impede de vê-lo”
” Ainda hoje [começo do séc. XX] , homens esclarecidos confundem a língua com a sua ortografia; Gastom Deschamps não dizia de Berthelot ‘ que ele preservara o francês da ruína’ porque se opusera à reforma ortográfica?”
” Acabamos por esquecer que aprendemos a falar antes de aprender a escrever, e inverte-se a relação natural.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário