Então quem vota nulo não pode reclamar?



Quando digo que vou votar nulo ( a outra opção é votar em branco), a principal crítica que recebo é a de que eu não teria o direito de reclamar depois do candidato vencedor devido à minha "omissão" no processo eleitoral.
Em primeiro lugar, votar nulo ou em branco não é omitir-se, é deixar clara sua discordância quanto às opções oferecidas. Além disso, esse argumento opera uma inversão lógica: é como se o voto te desse direito à participação na democracia, e não o contrário. O me dá direito a reclamar de um estadista é a mesma coisa que me dá direito a voto, isto é, o fato de eu pagar impostos, possuir CPF, respeitar as leis, "ser um cidadão", enfim. O voto é só mais uma das  ações democráticas, e não a porta de entrada da democracia.
De resto, democracia e eleições não são sinônimo de democracia. Lembra de Hitler? Subiu pelo voto. Não seria melhor o voto nulo do que o voto nos nazistas? Pela lógica dos meus críticos, não...
Cidadãos têm direito a voto - mas o voto não torna ninguém cidadão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário