Moralidade e Política.

   Quando os justos se engrandecem, o povo se alegra, mas, quando o ímpio domina, o povo suspira. 
Provérbios 29:2


Joel Pinheiro postou este texto no Ad Hominem (recomendo que leiam, o texto e o blog).
Meu comentário-resposta abaixo (na falta de um post de verdade):
Joel, 
Permita-me discordar de você diametralmente. Os pontos morais são, sim, mais importantes que as credenciais políticas, principalmente em eleições para o Executivo e em sistemas como o nosso e, como parece ser, o americano, isso porque essas eleições são extremamente personalistas. Quem está na Casa Branca não são os Democratas, é o Obama. Quem estará lá, se ganhar, não será o Partido Republicano: será Romney, ou Santorum, ou Gingrich, ou Ron Paul.
Isso fica bastante claro aqui no Brasil, em que temos dois governos petistas seguidos. O governo Dilma é melhor do que o Lula não apenas por ser melhor perfil gerencial - ela tem, mas por ser perfil mais intolerante com a corrupção e menos farreiro. Pode ser só fachada, mas já dá mais consistência ao seu governo. As demissões em massa pegam mal, não pela demissão em si, mas pela presença da corrupção. Muito mais mal - e moralmente pior - era a defesa de Lula dos corruptos.
Ron Paul é o meu preferido (aliás, seu libertarismo tem origem na sua fé cristã, em pensadores como Gary North e Rousas Rushdoony), mas se ele fosse adúltero ou corrupto sua mensagem não teria tanto impacto, e justamente porque a mensagem dos políticos de sempre está impregnada de hipocrisia - e a questão é essa.
Votamos em pessoas - e nada garante que elas serão fiéis ao seu programa de governo e seus ideais políticos. Na verdade, a experiência diz que não vão, ao menos aqui. Votamos sem saber quem a pessoa é e nos surpreendemos quando mentirosos nos enganam e adúlteros nos traem, mas esse é o preço de votar em alguém imoral. Dizer que quem trai a própria mulher trai a população soa careta e piegas, pouco político, mas a experiência confirma a verdade da frase.
Abraço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário